Tecidos para Estofados

Quando se pensa em tecidos para estofados quase sempre dois tipos estão sempre em evidência: o suede e o couro. No entanto existem diversos tipos de tecidos e cada um deles possui peculiaridades como: textura, facilidade de limpeza, conforto, estilo, design e muito mais.

Nesse artigo vamos tentar destrinchar as varições de tecidos e suas aplicações em sofás e estofados, para que você possa, antes de comprar o seu sofá, escolher qual a melhor escolha e que se adequam as necessidades de utilização do seu mobiliário.

Esse conhecimento será útil, tanto para saber qual a melhor escolha em relação a durabilidade do estofado, quanto para a LAVAGEM DE SOFÁ

 

Tipos de tecido para estofados

tecidos para estofados

  • Acqua Block – chamamos de Acquablock® tecidos desenvolvidos a partir de fibras desenvolvidas de formas sintética ou que possuem algum componente químico especifico, como por exemplo uma resina, resistente, que bloqueia líquido, poeira e demais agentes que poderiam manchar ou sujar o sofá. Esse tratamento garante que o tecido mantenha sua maciez e arejamento natural sem ficar com a sensação de material sintético É ideal para cadeiras, sofás com alta utilização e mobiliários que ficam em áreas externas.
  • Algodão – Pode ser usado em sofás, cadeiras, almofadas e puffs. Tem como principal vantagem a maciez e a possibilidade de ser impermeabilizado e limpo através de métodos de limpeza de estofados.
  • Bagun – É um material sintético formado por uma base de PVC aplicada sobre uma malha trançada de poliéster. Apesar de ser um material pouco indicado para revestir estofados ou grandes peças, já é utilizado como forração em assento de pequenas cadeiras e poltronas.
  • Belize –  indicado para móveis estofados, assentos, puff, almofadas. É uma variante do gorgurão.
  • Camurça – A camurça é muito confortável e por isso é utilizado com frequência em salas de TV e ambientes onde o sofá tem uma utilização maior como salas de cinema.
  • Chenile – Sua prioridade é a beleza e realmente possui uma varidade de tons e é ideal para ser usado em sofás que ficam na sala de estar.
  • Corino – O corino se destaca na em forrações de estofamento por ser uma forma sustentável e com baixo custo de revestimento para sofás, cadeiras e pufes, imitando o couro. Pertence à mesma família do couríssimo e do corano.
  • Corvim –  courvin é um tecido fabricado, não natural, conhecido como couro sintetico, que tenta imitar o couro utilizando materiais sintéticos. Sua desvantagen é que é altamente inflamável.
  • Detroit – Os tecidos Detroit ou Regall, são indicados para revestimento de móveis de escritório, sua principal vantagem é a resistência e a aparência com pequenas listas que disfarça o desgaste e a sujeira.
  • Facto Plus – Desenvolvido para alta decoração, Facto Plus é um revestimento para estofados em poliuretano, que possui como característica principal sensação tátil agradável e conforto.
  • Gorgurão – Tecido, encorpado, liso, geralmente uma mistura de algodão e poliéster, com efeito canelado, muito utilizado para decoração, estofamento e revestimento.
  • Jacquard –  Nesse tipo cada fio é controlado individualmente na maquina de tear e por isso consegue-se padrões mais elaborados, desenhos mais definidos. Ouutra vantagem é o brilho e a durabilidade que faz desse tecido uma das melhores escolhas para sofás e estofados.
  • Linhão – Tecido rústico que possui porcentagem de linho na composição. Ideal para forração de móveis em ambientes mais tradicionais.
  • Linho – A fibra de linho foi descoberta há mais de 8.000 a.C e pode ser usado até os dias de hoje em forração de estofados e almofadas e dá sempre um ar de luxo e sofisticação.
  • Napa – As principais aplicações na napa são automotivas, cadeiras e banquetas, contra encosto de cadeiras e capas para móveis, revestimento de painéis entre outras aplicações. A Napa tem uma grande variedade de cores e sua gravação é idêntica do Courissimo.
  • Nobuk – é um couro sintético, uma espécie de camurça sintética empregue em calçado e já sendo utilizado em alguns sofás e estofados simples
  • Patchwork – Esse não é um tipo de tecido e sim uma técnica que une retalhos de forma harmônica para uma composição original
  • Sarja – Sarja peletizada é aconselhável para sofás cama e capas de sofá por ser um tecido mais macio, resistente e confortável que a sarja comum
  • Seda – Sofás de seda são ideais para quem busca aliar requinte e qualidade superior ao escolher seus estofados. A seda é um dos tecidos mais nobres utilizados para decoração e seu uso dá vida a peças que mantêm sua beleza e encantam mesmo após anos de uso
  • Suede e UltraSuede – Muito encontrado em sofás e poltronas é um mais comum de ser utilizado, tem como principal vantagens a facilidade de limpeza com lavagem por extração (lavagem a seco).
  • Sumbrella – é uma camurça sintética, desenvolvida com a mais alta tecnologia totalmente livre de produtos tóxicos
  • Veludo –  Elegante e muito envolvente traz a sensação de aconchego ao ambiente onde é utilizado. Esse tecido está em alta na decoração, emprestando seu toque macio a estofados, cortinas e almofadas.
  • Xantungue ou Shantung – Aplicado principalmente na indústria têxtil para a fabricação de diferentes vestuários femininos, em especial vestidos e camisas para ocasiões festivas, o tecido Shantung também passou a ser visto pelo mercado de design de interiores como uma boa alternativa para a decoração de espaços, sobretudo na produção de cortinas e forração de sofás

 

Conclusão:

Como você pode perceber a escolha vai variar de acordo com o perfil de utilização, ambiente do estofado e com a disponibilidade de orçamento pois alguns desses tecidos possui uma custo muito elevado, apesar do resultado final ficar realmente fabuloso.

Se você tem uma sugestão de um tecido que não listamos aqui por gentileza envie uma mensagem e vamos adicionar.